Arquivo da tag: Troca de família-q

Último passo na mudança de homestay

Então galera, eu sei que eu fui uma naughty girl essa semana (e semana passada) e passei 9 dias sem postar, mas o bagulho tá doido, a parada tá tensa, eu tô com uma porrada de projeto pra fazer e ainda teve a minha mudança. Então vou falar como foi a fase final da minha mudança, que demorou mas saiu, graças a buda.

Bom, até onde eu contei pra vocês, eu tinha falado pra Suzi que ia me mudar, dai teria que sair em duas semanas, dia 05/05 (ou seja, hoje). Nesse dia eu fiquei tipo MUITO feliz porque eu ia me mudar, mas todos os outros dias eu chorei de desespero porque ainda não tinha me mudado e tinha que aturar a suzi e porque senti falta da mamãe, menos ontem, ontem eu tava MUITO feliz porque ia me mudar hoje, mas MUITO desesperada porque não tinha feito as malas e tava pensando: MEU DEUS, COMO VOU ENFIAR UM ARMÁRIO, UMA CÔMODA, DUAS MESINHAS DE CABECEIRA, E DUAS MESAS DE ESTUDO EM DUAS MALAS E UMA DE MÃO???

Bom, no final eu consegui, não sem precisar de umas malas grandes, uma pequena, duas mochilas e 3 sacolas. E ainda to pensando “DEZEMBRO FUDEU”. Se eu fiquei aqui 3 meses e já tem isso tudo… Mas minhas malas são gente boa, elas tem um extensor esperto e talz, mas isso não quer dizer que eu não passei sete longas horas tentando fazer tudo caber. Eu tava tipo assim:

só que tava pior que isso, juro

Mazenfim, tudo empacotado, com muito sofrimento e talz, quase não jantei ontem porque o marido da Suzi só lembrou que eu sou um ser vivo e preciso de alimentação às 9:30 da noite (até essa hora eu tava me aguentando em pé com uma tortinha de carne que comi no colégio). Enquanto eu jantava a suzi mandou eu deixar a chave em cima da mesa e me pediu ajuda com um problema de matemática que pedia pra dar a soma dos ângulos internos de um polígono de sei lá quantos lados que já tava dividido em triangulos. WTF, ELA É PROFESSORA!! Passou meu choque, terminei de comer, terminei de arrumar tudo e dormi. Hoje acordei tarde porque o Mr King não ia pra escola, me arrumei e peguei o bus. Tava frio e chovendo MUITO e eu ainda levei uns sacos com livros pra escola pra largar no locker. Ok, sai da escola, cheguei em casa, a Alison fofíssima chegou mais cedo e já tava me esperando (reparem bem, a suzi se atrasou pra me buscar NO AEROPORTO). Entrei em casa, dei um tchauzinho pro Rob, peguei minhas malas, deixei a chave em cima da mesa e vim-me embora.

YEEEY Liberdade! o/

Mas então, cheguei na casa da Alison, minhas sis fofíssimas me ajudaram a pegar minhas tralhas, me receberam fofíssimamente e vim pro meu quartin onde passei às férias. Tô finalmente me sentindo em casa. *-* Aqui na minha mesinha achei o par do meu brinco do bob marley que eu quase chorei achando que tinha perdido e tentei criar coragem pra desfazer minhas malas. Não consegui. A única coisa que eu fiz foi arrumar meus bichinhos de pelúcia. Juro que amanhã depois da aula eu arrumo tudo.

Às 7 jantei, depois voltei pro meu sedentarismo, liguei pra mamis que no momento tá aqui do meu lado do mundo, então não preciso me preocupar com o fuso, resolvi coisitas e esperei a STB Ipanema abrir. Mas porque eu ainda tô falando disso se eu só ia falar do final da mudança da homestay?? Tem um motivo, claro. É que agora há pouco eu fui desfazer minha cama pra deitar e achei uma caixinha com 3 bombons da Lindt, Lindor, embaixo do meu cobertor, em cima do travesseiro. GENTE QUE COISA MAIS FOFA. E meu deus, acertaram até no meu chocolate favorito: não só lindt, mas também o tipo de lindt, o lindor. *-* esse aí pra quem só conhece hershey’s e garoto:

exatamente essa caixinha *-*

E antes de dormir, ela me mostrou como preparar meu almoço pro colégio e ligou meus aquecedores. Sim gente, A-QUE-CE-DO-RES, porque sabe como é né, tá um frio da porra, sou carioca, 20º pra mim já é quase polo norte, não conheço frio e nunca vi aquecedor na vida, então minha host lindíssima veio aqui e me ensinou a usar. *-*

Enfim, agora vou dormir no quentinho, depois de ter comido lindt. Beijos pra quem tá acordando ou, sei lá, voltando da escola. =*

E mais uma vez, desculpa pela minha ausência.

Deixe um comentário

Arquivado em Intercâmbio

Changing homestay (parte 2)

Oii Brasil!! Espero que estejam aproveitando o feriado de vocês porque o meu é só segunda-feira. =D

Mas agora já é sexta de noite e como amanhã não tem aula dá pra contar o resto da história da família pra vocês.

Ontem eu falei dos problemas da casa da Suzi e comentei que ia mudar pra casa da Allison, mas não expliquei todo o processo, então vou explicar agora:

Comigo foi assim, nas férias a família da Suzi viajou pros EUA e eu tive que ir pra uma família provisória. Chegando lá já me apaixonei por eles, a casa não era extremamente arrumada, não tinha cara de hospital, tinha cara de casa, sabe? A segunda coisa foram as crianças, o Brad de 5 anos e a Sophie de 4 (sem piadinhas galera), eles são muito lindinhos, muito fofinhos e eu amo crianças. Outra coisa que também chamou minha atenção foi que eles dão internet wireless, de graça. =D

Os dias foram passando e eu vi que tinham mais vantagens: a comida era melhor, eu me sentia à vontade pra comer o que quisesse, a família toda conversava e jogava jogos, eu me senti em uma família de verdade. Então decidi conversar com o Paul pra ver se tinha como eu me mudar pra lá. Ele disse que ia conversar com a Allison e me contar, no dia seguinte a Allison veio falar comigo toda fofinha, falando que eles tinham espaço pra mim sim, sem o menor problema.

"Me dei bem. =D"

Nesse ponto você deve estar pensando “pronto né, problema resolvido”. Mas não é tão simples assim, eu tinha que esperar começarem as aulas, falar com a coordenadora (Mrs Goldfain fofíssima), preencher um formulário pedindo pro Student Services me mudar, esperar uma resposta e quando chegasse a resposta eu teria que falar pra Suzi que iria me mudar (isso morando com ela) e esperar duas semanas pra poder me mudar. Sim, eu estou passando duas semanas na casa dela com ela sabendo que eu vou mudar. Mas se eu não quisesse ficar aqui teria que pagar 500 dólares e bem… São só duas semanas e eu tenho amor pela minha mãe (beijo mãe!).

Segui todos os passos direitinho, deu tudo certo, dia 05/05, uma quarta-feira, a Allison vem me buscar aqui e meu intercâmbio vai ser completamente perfeito até dezembro. =D

Depois eu faço um post falando da família nova, hoje tenho mais coisinhas pra postar.

Ultimo detalhe: quem ficou com medo de cair numa família cu, vem pra Austrália, aqui eles te mudam rapidinho se você não tiver se sentindo bem na sua família. Mas se você for pros EUA vai ter que ficar na família cu (e na cidade cu, se não der sorte e cair num Texas da vida) até o final do programa. Mas pra quem vai fazer intercâmbio, boa sorte. =D

Beijinhos gente, e obrigada por passarem por aqui. =D

Deixe um comentário

Arquivado em Intercâmbio

Changing Homestay (parte 1)

Bom dia Brasil! Sintam-se vingados pelas minhas férias tendo feriado de tiradentes e são jorge enquanto eu vou pra escola. (ok, nem é grande coisa né, eu tive duas semanas de férias, mas vale =*)

Fiquei seriamente decepcionada com o número de pessoas que veio falar comigo sobre meu último post: nenhuma. Sim, eu realmente preciso de ajuda, senão o blog vai ficar com essa aparência pra sempre (ou vai mudar quando eu tiver quase voltando pro brasil devido ao fator preguiça e ao fator falta de conhecimento de informática), e eu realmente estou disposta a levar uma lembrancinha daqui pra quem me ajudar com isso, mas parece que ninguém tem bom coração e… Tá, chega de drama, vou começar o post novo. (Mas quem quiser, ainda tá valendo eim galera. =D)

Então gente, ontem foi meu primeiro dia de volta às aulas depois de férias maravilhosas que, por sinal, foram as minhas melhores férias de páscoa. Ok, eu nunca tive férias de páscoa, essa foi a única vez e eu ADOREI, o Brasil deveria seguir o sistema australiano, seria o paraíso, mas não, temos provas todo bimestre, teste quase todo sábado, TDs pra fazer (ou copiar da internet, beijos pro pessoal do palas), simulado de ENEM e férias que é bom só duas semaninhas no meio do ano.

Mas não vim aqui pra falar de férias, vim pra falar de mudança de família. Não sei se alguém lembra, mas eu falei em um post lá embaixo que com boas notícias vêm sempre boas notícias, mas eu não podia contar pra vocês a novidade porque ainda não tinha certeza e vai que não dava certo né? Mas agora já está tudo confirmado.

Esse post eu só fiz pra dar a notícia e explicar porque eu queria mudar, nos próximos eu explico todo o processo.

Agora vou falar dos problemas com a minha host family atual. Na verdade o problema mesmo é a minha host mother que às vezes dá uma surtada e me dá um certo medinho…

Minha primeira host mother.

Antes de explicar problema por problema, quero falar de uma das minhas teorias, aproveitando a foto dela: acho que ela é enjoada comigo porque se revolta quando vê meu cabelo. E uma teoria que a @supertatiana falou há um tempo foi “uma mulher não pode ser boa mãe com um cabelo desses.” Hmm, talvez ela esteja certa…

Ok, agora vamos aos problemas:

  1. O primeiro problema começou no primeiro dia: ela virou e falou que lavar a louça do jantar seria tarefa minha e do chinês. Até aí tudo bem né. Mas com o tempo isso foi me incomodando, eu e ele tínhamos que tirar a mesa toda, guardar tudo, lavar a louça de todo mundo, inclusive as panelas nojentas que eu detesto. Isso enquanto eles saem da mesa e vão ver TV. Juro que teve um dia que eu tava estressada, daí eu cantarolei “leree, leree”. Graças a deus eles não conhecem a escrava Isaura. =D
  2. Ok, segundo: num belo sábado do primeiro mês, meu quarto tava kinda bagunçado (tá, tava uma zona), aí a Suzi (a host mother) veio aqui no meu quarto e pediu pra eu arrumar. Ok, arrumei, tava até bonitinho. No sábado ela voltou aqui, olhou e começou um escândalo, falando que tava uma zona, que a casa dela tinha padrões e que se eu não seguisse as regras ela ia ligar pro student services pra mandarem procurar uma casa pra mim e que eu era muito preguiçosa e bla bla bla (isso em tom de escândalo). WTF?? AMIGA, NÃO SOU UM SAPATO QUE VOCÊ DÁ PROS POBRES QUANDO ENJOA OKEY?
  3. Tudo bem, passou o tempo, vamos pro terceiro problema: um belo dia (acho que era sexta-feira) eu acordei morrendo de dor de barriga (imagina a pior cólica que você já teve e multiplica por 8), fui falar com a Suzi néah, perguntar se podia ficar em casa porque tava dodói. O que ela respondeu? “No, take medicine and go to school.” (pra quem não entendeu é “Não, toma remédio e vai pra escola.) Daí eu tentei argumentar né, tava quase virando do lado avesso de dor, a única resposta dela foi “No”. OKEY NÉAH, fui pra escola com dor.
  4. Quarto problema (esse pra minha mãe foi o pior): um belo fim de semana ela decidiu ficar 3 dias sem fazer janta, eu sobrevivi a base de maçã e sanduíche. Isso quando a janta não é salsicha com salada e pão.
  5. Quinto (sim, tem mais): esse pra mim foi a gota d’água, juro que tentei conviver com o resto, mas com esse não deu. Foi assim: há mais ou menos um mês, num belo sábado, na internet falando com a galere do brasil à meia noite E VINTE. Daí o Rob (marido da Suzi) chegou do trabalho, viu que eu tava no computador, quase derrubou a minha porta e disse “VIVIAN, COMPUTER OFF!! TWELVE O’CLOCK!! COMPUTER OFF!!” e a partir desse dia eles começaram a vigiar o horário que eu desligava o computador pra dormir. COMO ASSIM BRASIL?? MEIA NOITE E POUQUINHA NO SÁBADO, EU FALANDO COM O POVO, DOMINGO NÃO TEM AULA, APARECE UM CARA BOLADO NA MINHA PORTA MANDANDO EU DORMIR?? Ah porra, sacanagem né? E pra piorar: eu tive que obedecer, cheia dos medinhos, o chinês não obedeceu e eles tiraram o computador dele por ~pasmem~ DUAS SEMANAS. Sério, se tirassem meu computador por 20 minutos eu ia dar ALOK.

Então gente, são esses os problemas, e a solução dos meus problemas foram as férias. Só vou introduzir o assunto pra continuar amanhã:

Tive duas semanas de Easter Holidays né, daí minha família viajou pros Estados Unidos e, pra eu não ficar aqui ao relento, o student services procurou uma família provisória pra mim. Então no primeiro dia de férias me levaram pra casa dos Vince: Allison, Paul, Sophie e Brad Vince. Uma família fofíssima que pra melhorar tinha mais 3 meninas da minha idade ou um ano mais velhas: uma alemã, uma koreana e uma de Hong Kong. Mas a alemã voltou pra Alemanha e vai uma alemã nova pra lá. Daí eu conversei com eles, perguntei se tinha vaga pra mais uma e disseram que sim. =D Fiquei muito feliz com isso porque eles são perfeitos, eles são tipo amo você, você me ama…

Somos uma família feliz *-*

Então gente, já são uma e meia da manhã e amanhã tem aula, então de noite eu entro pra contar o resto do processo de mudança. =D

Aaaah! Última coisinha!! Preciso agradecer de coração a todo mundo que vem aqui, hoje o blog completou 500 visualizações. Fiquei muito feliz por isso.

Enfim, vou dormir, beijos pra todo mundo que tá em casa curtindo o feriadão de tiradentes e são jorge. =*

6 Comentários

Arquivado em Intercâmbio